Alguma coisa ela fez

2 07 2010

O assassinato de mulheres não ocorre por acaso.

Parece ainda haver um consentimento social, em certas comunidades, para que os homens sejam machos agressivos e exerçam seu direito de estabelecer uma relação de dominação sobre suas companheiras (?!). O extremo dessa situação de violência, que comporta controle e subordinação, resulta no homicídio, solução final irresistível, em função da tolerância de códigos estabelecidos ou consentidos que legitimam o direito do homem sobre a mulher que tenha contestado o seu domínio. Mais uma vez, a ideologia inverte o fenômeno e as mulheres assassinadas são identificadas como co-responsáveis por sua própria morte.

Há um consentimento social para que os homens agressivos sejam agressores e, por conseguinte, a responsabilização das mulheres pela situação é necessária: de antemão, são treinadas para sentir culpa. Alguma coisa ela fez… Mesmo que tenha sido ligar para o Disque-Denúncia.

*Zeca Borges é superintendente do Disque-Denúncia (2253-1177)

Fonte: http://extra.globo.com/geral/casodepolicia/posts/2010/07/01/alguma-coisa-ela-fez-304784.asp


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: